Seguidores


Borboleta Azul

4



Havia um viúvo que morava com suas duas filhas curiosas e inteligentes.

As meninas sempre faziam muitas perguntas.
Algumas ele sabia responder, outras não.

Como pretendia oferecer a elas a melhor educação, mandou as meninas

passarem férias com um sábio que morava no alto de uma colina.

O sábio sempre respondia todas as perguntas sem hesitar.
Impacientes com o sábio, as meninas resolveram inventar uma pergunta que

ele não saberia responder.
Então, uma delas apareceu com uma linda borboleta azul que usaria para

pregar uma peça no sábio.

- O que você vai fazer? - perguntou a irmã.
- Vou esconder a borboleta em minhas mãos e perguntar se ela está viva ou morta.
- Se ele disser que ela está morta, vou abrir minhas mãos e deixá-la voar.

Se ele disser que ela está viva, vou apertá-la e esmagá-la.

E assim qualquer resposta que o sábio nos der estará errada!
As duas meninas foram então ao encontro do sábio, que estava meditando.
- Tenho aqui uma borboleta azul. Diga-me sábio, ela está viva ou morta?

Calmamente o sábio sorriu e respondeu:
- Depende de você...ela está em suas mãos.

Assim é a nossa vida, o nosso presente e o nosso futuro.
Não devemos culpar ninguém quando algo dá errado.
Somos nós os responsáveis por aquilo que conquistamos

(ou não conquistamos).

Nossa vida está em nossas mãos, como a borboleta azul...
Cabe a nós escolhermos o que fazer com ela.

4 Recados:

Graça Nunes disse...

Oi amiga, que belas e sábias palavras deste texto, passei para desejar um lindo e abençoado fim de semana, beijos!

@gladimir_taii disse...

Ah que mimoso esse Blog! *-*'
Parabéns pelo teu espaço viu? Tá muito bacana, já estamos seguindo!
Se puder segue o nosso também?
http://allstargt.blogspot.com
Lá vc encontra desde humor até cartas de amor.. ♥

Blog do casal, Gladimir e Tainara
E-mail: allstargt@hotmail.com

Lyn disse...

Olá Siglea, faço parte do grupo Blogueiras Unidas.Seu blog é um encanto.Este texto é a mais pura verdade.Tudo depende de nós, nossas vitórias ou nossos fracassos.Estou te seguindo e aguardando sua visitinha.Bjs
lyndaartes.blospot.com

claudiana disse...

Bom dia, tudo bem?
Passeando pela net encontrei seu cantinho, adoro conhecer novos blogs, o seu é lindo, com muitas mensagens para refletir. Parabens. Também tenho um depois passa lá.
http://encantosempontocruz-barbie.blogspot.com
Bjos

Postar um comentário

Dia 19 de Março - Dia do Artesão

Dia 19 de Março - Dia do Artesão
Minha poesia é inglória, vive em bancas incertas.
Do pódio e das vitórias, traduz histórias discretas.
Nos dizeres, incontida, minha poesia é de lua, às vezes, reza vestida às vezes, discursa nua.
Meu poema é artesanato.
E sai-me pronto das mãos.
Coso-o, com muito cuidado, cirzo-o, sem distração.
Às vezes, vem das sucatas de contas e velhos botões, de renda e fitas baratas, da fieira dos piões.
Que ressona atrás da porta, tem os pêlos de um cão, no final das linhas tortas traz pena, paina, algodão. Tem cores das violetas, pose de pedra-sabão.
Nas asas da borboleta, nem coloca os pés no chão.
O poema-artesanato traz ponto-cruz, bordaduras.
É sempre um simples retrato de uma notória figura. Retirado da net.


São José Carpinteiro.

São José Carpinteiro.