Seguidores


Cupcakes - Mania de Cupcakes - Desafio Artesanal Coletivo - Eliane Vilela

4

Oi queridas amigas!

Eu estou participando do DESAFIO COLETIVO ARTESANAL - MANIA DE CUPCAKES promovido pela amiga
Eliane Vilela..

A amiga Eliane estipulou um prazo até 20/03 para as postagens dos CUPCAKES.

Minhas férias estão terminando por este motivo resolvi fazer meus cupcakes para o desafio antes de voltar ao trabalho.


Para participar do DESAFIO COLETIVO ARTESANAL basta clicar no link.








Foi a participação neste DESAFIO COLETIVO que aguçou minha curiosidade a respeito dos CUPCAKES. Já faz um longo tempo que tenho observado esta MANIA e provado várias receitas culinárias.

Assim como na CULINÁRIA no ARTESANATO o CUPCAKE virou MANIA. Em nossas andanças pela internet encontramos diferentes CUPCAKES em técnicas variadas.

Cupcakes de feltro, tecido, EVA, biscuit, material reciclado....A variedade é imensa!!!!



A primeira menção do que seria um cupcake vai longe em uma receita de 1796, onde havia a anotação de um bolo para ser assado em copos pequenos em "American Cookery" por Amelia Simms.


A mais antiga documentação do atual termo "cupcake" foi em "Setenta e cinco recibos de pastelaria, bolos e doces" em 1828 em Cookbook por Eliza Leslie Receipts.

Havia dois usos diferentes para o nome. "Bolo Cup" se refere a um bolo cujos ingredientes foram medidos em volume e "Cupcake", dado a qualquer pequeno bolo que é aproximadamente do tamanho de uma xícara de chá.


No início do século 20, fôrmas moldadas foram inventadas e os métodos de produção em massa para fazer bolinho e uma tradição de cozimento moderno nasceu.

Ao longo dos anos, o bolinho se tornou uma grande tendência e eles são mais quentes agora do que nunca.


Em 2010, a apresentadora de televisão Martha Stewart publicou um livro dedicado exclusivamente a cozinhar cupcakes.

Quem não ama Cupcakes de qualquer maneira? Eles são pequenos, fofos, fáceis de fazer em lotes e abertos a todos os tipos de estratégias de decoração. Eles são deliciosamente saborosos e baratos para fazer. Além disso, eles vêm em uma porção, o que os torna fácil de comer, fácil de limpar depois e fácil de controlar a si mesmo de comer demais!



http://www.marthastewart.com/275736/martha-stewarts-cupcakes/@center/276944/cupcakes

Ingredientes da massa:
80g de chocolate amargo picado;
1 xícara de farinha;
1/2 colher de chá de fermento em pó;
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio;
1/4 da colher de chá de sal;
1/2 xícara de manteiga amolecida;
1 e 1/4 xícara de açúcar;
2 ovos;
1 colher de chá de extrato de baunilha;
1/2 xícara de creme de leite;
1/2 xícara de água.

Os passos para preparar esta delícia

1- Prepare uma massa básica: pode ser de bolo de chocolate, banana, cenoura, baunilha ou laranja. Depois, distribua-a em formas especiais (muito parecidas com as de empadinhas), de silicone ou de alumínio. Mas lembre-se de colocar uma forminha de papel dentro (são próprias para cupcakes). Aí é só levar para o forno e esperar a delícia assar.

2- Quando o bolinho estiver pronto, é hora da cobertura. Você pode optar pela pasta americana, encontrada pronta em lojas de artigos para festa ou até em supermercados. Escolha a cor que preferir (ou acrescente corante alimentício) e modele a pasta, como se fosse massinha. Para que não desgrude, umedeça com água a superfície onde será fixada. Mas, se quiser variar o sabor e o visual, as opções de cobertura vão além: merengue, marshmallow, glacê e ganache também ficam ótimos.

3- Agora, divirta-se com a decoração! Bombons picados, bolinhas de chocolate, mini-confeitos, balas de goma ou jujuba, açúcar colorido, chocolate granulado... Basta soltar a imaginação e criar lindos cupcakes.


Dicas para o sucesso do seu cupcake

- Nunca guarde o cupcake na geladeira depois de assado. A massa resseca.
- Se usar corantes na preparação da cobertura, prefira a versão em gel, que se integra com facilidade. Você pode encontrá-los em lojas especializadas em produtos para confeitaria e doces.
- Use um pegador de sorvete para distribuir a massa crua nas forminhas.
- Preencha apenas metade da forminha com a massa crua, para que, ao assar e crescer, sua superfície fique nivelada com a borda. Se o bolinho ficar muito alto, a cobertura poderá escorrer.
- Utilize forminhas de papel firmes. Caso contrário, encaixe as forminhas dentro da assadeira própria para cupcake. Mas, neste caso, espere que o bolinho esfrie totalmente antes de tirá-lo da forma, para que o papel não desgrude da massa.
- Use forminhas de papel coloridas em massas claras, para que elas ganhem destaque. Afinal, elas também dão um toque de beleza aos
bolinhos!

Fonte:

4 Recados:

disse...

Adorei essa postagem, assim a gente fica sabendo tudinho sobre os cupcakes... Que até então eram apenas bolinhos deliciosos... E a receita, vou tentar fazer... Também estou participando desse desafio... Bjussss

quelsfs disse...

Essa postagem deu água na boca, rs...
Beijinh♥ amada1

Coisinhas cor de rosa da Annye Alves disse...

Oi muito lindo seu trabalho passando para conhecer seu blog e já gostei dele e estou seguindo
Faço parte da blogueiras unidas nº1680
Venha me visitar segue meu blog tbm e participe do sorteio que está rolando lá
Bjus conto com a sua colaboração no meu sorteio ficarei muito feliz!!!!!
http://coisinhascorderosadaannyealves.blogspot.com

Graça Nunes disse...

Oi amiga,

Participando do desafio das blogueiras
"A união faz a força e juntas somos mais que vencedoras"
Beijos
http://mimosdagraca.blogspot.com

Postar um comentário

Dia 19 de Março - Dia do Artesão

Dia 19 de Março - Dia do Artesão
Minha poesia é inglória, vive em bancas incertas.
Do pódio e das vitórias, traduz histórias discretas.
Nos dizeres, incontida, minha poesia é de lua, às vezes, reza vestida às vezes, discursa nua.
Meu poema é artesanato.
E sai-me pronto das mãos.
Coso-o, com muito cuidado, cirzo-o, sem distração.
Às vezes, vem das sucatas de contas e velhos botões, de renda e fitas baratas, da fieira dos piões.
Que ressona atrás da porta, tem os pêlos de um cão, no final das linhas tortas traz pena, paina, algodão. Tem cores das violetas, pose de pedra-sabão.
Nas asas da borboleta, nem coloca os pés no chão.
O poema-artesanato traz ponto-cruz, bordaduras.
É sempre um simples retrato de uma notória figura. Retirado da net.


São José Carpinteiro.

São José Carpinteiro.