Seguidores


Flor em Crochê - Amei de Paixão!

7








7 Recados:

Juliana Silva disse...

Oi querida amiga blogueira, te visitei e achei seus trabalhos lindos, gostaria de te ter como minha seguidora tambem, http://jgjartes.blospot.com....Parabens
bjus

as 1001 artes do mar disse...

Oi amiga,
Passeando pelo teu cantinho, adorei estas margaridas, já carreguei o gráfico. Teus trabalhos como sempre são belissimos. parabéns.
Uma abençoada semana.
bjs

PURA JOIA! disse...

Olá!
Adorei seu blog e seu trabalho! Parabéns!
Já estou te seguindo. Também faço parte do Blogueiras Unidas.
Quando tiver um tempinho, faça-me uma visita!

Beijos e sucesso!
purajoia.blogspot.com

Gabi disse...

Olá
Como participante do Blogueiras Unidas, stoufazendo uma visita por todos os blogs recadastrados para conhecer e seguir a todos, como são vários eu vou postando os já visitados conforme vou visitando.
Tomei essa iniciativa, pois acho muito importante privilegiar a todos que pertence ao Blogueiras Unidas. Já estou te seguindo.
Beijos
Fica com Deus
Gabi
http://gabi-artemanual.blogspot.com/

**Mary Voigt** **Ctba/Pr** disse...

Olá, parabéns pelo blog é lindo e seus trabalhos são encantadores!
Um abraço!
www.costurinhasdamary.blogspot.com

Lurdes Sobreiro disse...

Adorei, Adorei!!!!! adoro tudo o que é bonito e quando vejo um blog que faz «clic» comigo fico extasiada... beijos virtuais

Cláudia Regina Neves disse...

Amei,muito lindas vou tentar fazer,BJUS!

Postar um comentário

Dia 19 de Março - Dia do Artesão

Dia 19 de Março - Dia do Artesão
Minha poesia é inglória, vive em bancas incertas.
Do pódio e das vitórias, traduz histórias discretas.
Nos dizeres, incontida, minha poesia é de lua, às vezes, reza vestida às vezes, discursa nua.
Meu poema é artesanato.
E sai-me pronto das mãos.
Coso-o, com muito cuidado, cirzo-o, sem distração.
Às vezes, vem das sucatas de contas e velhos botões, de renda e fitas baratas, da fieira dos piões.
Que ressona atrás da porta, tem os pêlos de um cão, no final das linhas tortas traz pena, paina, algodão. Tem cores das violetas, pose de pedra-sabão.
Nas asas da borboleta, nem coloca os pés no chão.
O poema-artesanato traz ponto-cruz, bordaduras.
É sempre um simples retrato de uma notória figura. Retirado da net.


São José Carpinteiro.

São José Carpinteiro.