Seguidores


Apresentação de Natal.

3






Esta apresentação ficará para sempre em minha memória!

Na sexta-feira anterior a apresentação eu estava na emergência do hospital a espera de minha cirurgia. Não foi possível fazer a cirurgia e eu fui mandada para casa. No sábado eu já tinha este maravilhoso compromisso marcado. Minha pequena Giovanna seria a Maria do Presépio.

Deus tem um propósito em tudo!

Não foi possível fazer a cirurgia naquela data por que eu tinha que estar presente neste momento tão especial. Foi uma verdadeira benção!
Minha cirurgia foi marcada para o dia 7 de janeiro. Terei tempo para desfrutar do Natal e virada do ano com minha família! Depois da cirurgia terei que ficar um tempo em recuperação e privar minha família de uma parte das férias de verão.

Tenham todas um feliz e abençoado Natal!
Beijocas!

3 Recados:

Natalli Araújo disse...

Olá, também faço parte das blogueiras unidas, meu numero é o 1312. Vim te convidar para o sorteio no meu blog de um livro maravilhoso chamado "ninguém vive sozinho" é uma romance excelente que aborda o bulling... vc vai adorar o livro... conferi lá

bjs
Naty
http://educandoocoracao.blogspot.com/

As blogueiras disse...

Deus sabe o que faz.Nada é por acaso.Bjs
www.artesemcrochedalu.blogspot.com
www.mundopinkdapam.blogspot.com

Dalva Lima disse...

Olá, que posso ter dizer ....o relógio de Deus e diferente do nosso!!!desejo que sua saúde seja restaurada ....Obrgd!por aprender muito com vc!!Td de bom. Bjs

Postar um comentário

Dia 19 de Março - Dia do Artesão

Dia 19 de Março - Dia do Artesão
Minha poesia é inglória, vive em bancas incertas.
Do pódio e das vitórias, traduz histórias discretas.
Nos dizeres, incontida, minha poesia é de lua, às vezes, reza vestida às vezes, discursa nua.
Meu poema é artesanato.
E sai-me pronto das mãos.
Coso-o, com muito cuidado, cirzo-o, sem distração.
Às vezes, vem das sucatas de contas e velhos botões, de renda e fitas baratas, da fieira dos piões.
Que ressona atrás da porta, tem os pêlos de um cão, no final das linhas tortas traz pena, paina, algodão. Tem cores das violetas, pose de pedra-sabão.
Nas asas da borboleta, nem coloca os pés no chão.
O poema-artesanato traz ponto-cruz, bordaduras.
É sempre um simples retrato de uma notória figura. Retirado da net.


São José Carpinteiro.

São José Carpinteiro.