Seguidores


Olhos do Dia.

1


As margaridas são as flores que abrem mal nasce o dia, por isso foi-lhes dado o nome "olhos do dia". Na tradução do grego margarida significa "pérola". As margaridas brancas ou cor-de-rosa decoram os nossos canteiros e existe uma lenda relacionada com o seu aparecimento; uma menina pequenina sussurrou um pedido ao céu da noite:

"Oh estrelas! Por favor, queria que se transformassem em flores, para que eu pudesse brincar com vocês."

As estrelas refletiram num orvalho matinal e quando a menina acordou, viu muitas margaridas prateadas no seu jardim.
Então o Sol perguntou de manhã à margarida:"Estás feliz? Tens algum desejo?"
" Obrigado - respondeu a margarida - estou feliz. Mas deixa-me florescer todas as estações, para poder alegrar as crianças." Depois o Sol tocou na margarida com os seus raios solares e deixou no meio da flor um círculo amarelo.

1 Recados:

SoArt's disse...

Querida amiga, jamais poderia me furtar de conferir a beleza do seu blog. Já estou te acompanhando e quero dizer-te que existe uma distancia muito grande entre nós fisicamente, mas o Cantinho da Margarida aproxima-nos espiritualmente falando, dando ânimo e a certeza de que pessoas como ti fazem a nosso dia ser um pouco melhor do que o dia anterior. Parabéns por ser luz nos nossos caminhos.Vou divulgar seu blog no meu cantinho, viu. Bjos doces para ti. A data do meu nascimento é 02/11/1966, minha flor é a Gérbera e gostaria de ver a definição da minha flor-signo, ok.

Postar um comentário

Dia 19 de Março - Dia do Artesão

Dia 19 de Março - Dia do Artesão
Minha poesia é inglória, vive em bancas incertas.
Do pódio e das vitórias, traduz histórias discretas.
Nos dizeres, incontida, minha poesia é de lua, às vezes, reza vestida às vezes, discursa nua.
Meu poema é artesanato.
E sai-me pronto das mãos.
Coso-o, com muito cuidado, cirzo-o, sem distração.
Às vezes, vem das sucatas de contas e velhos botões, de renda e fitas baratas, da fieira dos piões.
Que ressona atrás da porta, tem os pêlos de um cão, no final das linhas tortas traz pena, paina, algodão. Tem cores das violetas, pose de pedra-sabão.
Nas asas da borboleta, nem coloca os pés no chão.
O poema-artesanato traz ponto-cruz, bordaduras.
É sempre um simples retrato de uma notória figura. Retirado da net.


São José Carpinteiro.

São José Carpinteiro.