Seguidores


Somos o que toca nossa alma....

5



Se você se beliscar poderá sentir que está vivo. Se alguém lhe chamar aos gritos, você certamente irá atender ao chamado. Seus sentidos lhe orientam como reagir a cada ato que ocorre em sua vida. Mas quando alguém a quem você ama muito lhe magoa ou lhe ofende, que sentido você usa para expressar o que sente, além das lágrimas que escorrem em sua face?
Sua alma!

Leia mais!

5 Recados:

*Patricia* disse...

Um texto edificante.

*Patricia* disse...

Siglea como posso personalizar minha postagem como fez, colocando sua assinatura e foto?

Stephânia disse...

Oi Siglea, seu texto me tocou, que coisa mais linda!Eu me apaixonei por essas corujas e até fiz algumas, depois coloco lá no meu blog. Abraço http://fulodepano.blogspot.com

Stephânia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Helana O'hara disse...

Linda frase. *-*
Seu blog é todo poético. ♥

Postar um comentário

Dia 19 de Março - Dia do Artesão

Dia 19 de Março - Dia do Artesão
Minha poesia é inglória, vive em bancas incertas.
Do pódio e das vitórias, traduz histórias discretas.
Nos dizeres, incontida, minha poesia é de lua, às vezes, reza vestida às vezes, discursa nua.
Meu poema é artesanato.
E sai-me pronto das mãos.
Coso-o, com muito cuidado, cirzo-o, sem distração.
Às vezes, vem das sucatas de contas e velhos botões, de renda e fitas baratas, da fieira dos piões.
Que ressona atrás da porta, tem os pêlos de um cão, no final das linhas tortas traz pena, paina, algodão. Tem cores das violetas, pose de pedra-sabão.
Nas asas da borboleta, nem coloca os pés no chão.
O poema-artesanato traz ponto-cruz, bordaduras.
É sempre um simples retrato de uma notória figura. Retirado da net.


São José Carpinteiro.

São José Carpinteiro.