Seguidores


MASCOTE EM EVA - FAÇA SUA INSCRIÇÃO E NÃO PERCA A CHANCE DE TER A SUA!

8


Hoje trouxe o link da brincadeira para ganhar sua mascotinha.

Quero ganhar minha Mascotinha em E.V.A


Basta seguir o blog da amiga Lúcia Helena, 
ler as regras e deixar seu comentário de participação!

http://luskidoca.blogspot.com.br/2013/01/ola-pessoal-feliz-ano-novo-hoje-
trouxe.html#comment-form


Serão dois sorteios por mês o
 1º sorteio será dia 16/01/2013
  2º  sorteio será dia 30/01/2013

Faça sua inscrição e boa sorte!

Abraços!

8 Recados:

Criando, multiplicando, dividindo e somando ideias disse...

Oba vou correr lá....

Diário de Tammy Art's disse...

Adorei a idéia...acho q dei uma forcinha pra essa maravilha acontecer!!! Bjks coloridas!!!

Lucelia Silva disse...

Oieeeeeeeee ,vim te desejar um feliz ano novooooo que 2013 seja muito especial cheio de conquistas amei a mascotinha,, bjus Lu
http://lusilvaa.blogspot.com.br/

carmen Diniz disse...

Passei para te desejar um 2013 repleto de muita paz e saúde bjs.

KeS Artes e Mimos disse...

Olá Siglea, já fiz minha inscrição!
Com muito carinho e esperança no coração eu desejo que o amor, a paz e a felicidade façam parte de sua vida e de todos seus familiares neste novo ano que está se iniciando. FELIZ E ABENÇOADO 2013!!!!

Sandra
http://kesartesmanuais.blogspot.com.br

Simplesmente Doroteia disse...

PASSEI POR AQUI PARA DESEJAR UM LINDO ANO DE 2013 QUE TODOS OS SEUS DESEJOS SE REALIZEM , COM MUITA SAÚDE , PAZ, PROSPERIDADE . BEIJO

Comunidadeda Beleza disse...

Olá, Viemos te visitar Bela e convidamos você a visitar nossa página também, estamos seguindo.Será um grande prazer tê-la conosco.Aproveitando para desejar-lhe um maravilhoso 2013.

Bjos!
Equipe Comunidade da Beleza.
http://comunidadedabeleza.blogspot.com.br/

Silvia Malamud disse...

Vi esse espaço lindo e acabei ficando ...

Lindo, lindo ...

Bjos
Silvia Malamud

Postar um comentário

Dia 19 de Março - Dia do Artesão

Dia 19 de Março - Dia do Artesão
Minha poesia é inglória, vive em bancas incertas.
Do pódio e das vitórias, traduz histórias discretas.
Nos dizeres, incontida, minha poesia é de lua, às vezes, reza vestida às vezes, discursa nua.
Meu poema é artesanato.
E sai-me pronto das mãos.
Coso-o, com muito cuidado, cirzo-o, sem distração.
Às vezes, vem das sucatas de contas e velhos botões, de renda e fitas baratas, da fieira dos piões.
Que ressona atrás da porta, tem os pêlos de um cão, no final das linhas tortas traz pena, paina, algodão. Tem cores das violetas, pose de pedra-sabão.
Nas asas da borboleta, nem coloca os pés no chão.
O poema-artesanato traz ponto-cruz, bordaduras.
É sempre um simples retrato de uma notória figura. Retirado da net.


São José Carpinteiro.

São José Carpinteiro.