Seguidores


Selos Recebidos e compartilhados agora com você!

5
Regras:
1 - Dizer quem repassou:

Cris oliveira do blog "Arte e Mimos"

Aline Waahlbrink do blog "Meu artesanato"


2 - Compartilhar 7 fatos importantes da minha vida:

1º Ter três filhos maravilhosos. Família é tudo!
2º Ter passado em dois Concursos Públicos;
3º Ter um carro e casa própria;
4º Ter me recuperado muito bem de minha cirurgia. Saúde é tudo!
5º Ter um grande coração - Amo compartilhar e ajudar!
6º Ter muitos amigos virtuais. Quem ama bloggueia!
7º Ter Deus ao meu lado.

3 - Repassar para 30 Blogs:


*REPASSANDO PARA AS PARTICIPANTES DA BRINCADEIRA*

**HOMENAGEM AOS AMIGOS VIRTUAIS**

Caroline Reis -
Ana Ferreira -
Eloa -
Cristiane/Nane
Lady Cristina -
Van Castro -
Claudiana -
Tatiana -
Denise -
Miranda -
Raquel Fraga -
Cecinha -
Rô -
Patricia -
Eunice -
Eliane Vilela -
Cidinha Maximo -
Simone -
Helielba -
Mirian -
Alexia -
Sandra -
Drucila -
Maria aparecida -
Elizandra -
Marcia

TENHAM TODAS UM LINDO SÁBADO!
BEIJOCAS!

5 Recados:

brasileirasimsenhor disse...

Olá querida, muito obrigada pelo selinho!!Adorei!!Um excelente dia!!Super bjs, Elo

Cris Oliveira disse...

Oi florzinha!
Isso tudo aki tá tão lindo !
Brigadim pelo carinho
Que o Papai du Céu te abençoe sempre e te dê muita saude e disposição para continuar esse trabalho lindo !

Beijinhus

Cris Oliveira disse...

oii Dinovu !

Vou levando seu link me, ele é muito fofo !

* Nanda * disse...

Em comemoração
ao dia da mulher fiz um selinho
e te ofereço de coração.
aqui estar:http://presentesganhosdapalavrasdemenina.blogspot.com/

"Em dias de sol ou de tempestade, vais à luta.
Sorri, mesmo que o coração esteja chorando de dor.
És a semente que germinou para frutificar.
Mulher, és realmente muito especial!"
linda semana bjs

disse...

olá minha amada amei seu trabalho, sou da blogueiras unidas, e peso que mim visite meu blog,www.lulu-arte.blogsport.com, beinho

Postar um comentário

Dia 19 de Março - Dia do Artesão

Dia 19 de Março - Dia do Artesão
Minha poesia é inglória, vive em bancas incertas.
Do pódio e das vitórias, traduz histórias discretas.
Nos dizeres, incontida, minha poesia é de lua, às vezes, reza vestida às vezes, discursa nua.
Meu poema é artesanato.
E sai-me pronto das mãos.
Coso-o, com muito cuidado, cirzo-o, sem distração.
Às vezes, vem das sucatas de contas e velhos botões, de renda e fitas baratas, da fieira dos piões.
Que ressona atrás da porta, tem os pêlos de um cão, no final das linhas tortas traz pena, paina, algodão. Tem cores das violetas, pose de pedra-sabão.
Nas asas da borboleta, nem coloca os pés no chão.
O poema-artesanato traz ponto-cruz, bordaduras.
É sempre um simples retrato de uma notória figura. Retirado da net.


São José Carpinteiro.

São José Carpinteiro.